sábado, 10 de dezembro de 2016

Dia Internacional dos Direitos Humanos

Dia Internacional dos Direitos Humanos(Imagem: Reprodução)

Hoje é o Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Neste dia, em 1948, as Nações Unidas legitimaram um conjunto de direitos humanos para serem aplicados a todos os indivíduos do planeta.

artigo 1(Imagem: Reprodução)

Somos todos humanos e, portanto, temos direitos básicos reconhecidos, porém muitas vezes desrespeitados ou negligenciados.

Apesar da diversidade, temos nossa humanidade em comum. E é na união que reside a nossa força!

Lutemos pela garantia dos direitos de todos.

Dia Internacional dos Direitos Humanos1(Imagem: Reprodução)

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

#DiaDaFamília

ohana(Imagem: Reprodução)

Ohana quer dizer família. Família quer dizer nunca abandonar ou esquecer.”

(Lilo e Stitch)

ohana2 (Imagem: Reprodução)

ohana3(Imagem: Reprodução)

ohana4(Imagem: Reprodução)

ohana5(Imagem: Reprodução)

ohana6(Créditos na imagem)

ohana7(Créditos na imagem)

Família emociona. Família entrelaça. Família protege.

Na vida real ou na ficção, família é a base, é o começo, alicerce, fundação.

Agradeço a Deus pela família que tive e pela que construí. Não poderia escolher outra melhor… Ela pode não ser perfeita, mas qual família que é?

“Na alegria ou na dor, nossa força é o amor!”

(O Rei Leão)

Hoje é o Dia da Família.

ohana1

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Estamos bem

estamos de bem(Imagem: Reprodução)

Ficamos assim, de bem, outra vez. A gente se perdoa, como de costume. Não sei ficar sem o bom dia seu. E você sem o meu boa noite…

Somos um casal como qualquer um. Uma parceria singular, no universo dos apaixonados. Ações ridicularmente previsíveis. Passos marcadinhos, quase ensaiados; algumas jogadas viciadas e repetitivas; algo diferente para quebrar a monotonia… Mas com a garantia do principal – e básico – a existência de um forte sentimento que nos une: amor.

Singularidades. Afinidades. Cumplicidade. Sintonia. Respeito mútuo. Admiração. Tesão. Tudo entre nós é assim. Há tanto tempo…

Não há dispercídio. Não há desistência. E nem concorrência! Não abrimos mão. Estamos aqui, como tantos casais, tão banais, tão ridículos, tão especiais…

Sim, estamos bem.

Boa noite, meu amor.

corações verdes1

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Gente que pesa

mulher pesada(Foto: Reprodução)

Ela tem bom coração, mas quase não demonstra. É rude ao lidar com gente. Quando fala, parece um trator! Corta, amassa e arrasta tudo pela frente. Passa por cima. E, ainda, se gaba!

Ela tem alguns dons, mas quase nem usa. Prefere a lei do mais fácil. Está tudo bom, para o seu débil padrão de qualidade. Parece sempre cansada.

Ela diz que faz e acontece. Mas quase nunca ninguém consegue flagrá-la fazendo e acontecendo… Falácias talvez. Ou devaneiros.

Ela chega chegando e todo mundo percebe. Ela se acha “o cara”, a última azeitona da empada… Autoestima de neon! Ela até poderia ser isso tudo, se falasse menos e se empenhasse mais. Tem potencial.

Ela é apenas uma personagem fictícia. Ela pode ser Ele. Não é ninguém que eu conheço. Muito menos, indireta…

Conhece alguém parecido? Acredito que o tipo seja típico e facinho de encontrar… Boa sorte, irmão. Pesado, viu?

Gosto de pessoas leves. Leveza contagia.

domingo, 4 de dezembro de 2016

A número um

princesinha(Foto: Reprodução)

A gente costuma nascer a princesinha do papai. A queridinha da família. A preferida da vovó. A gente até se acostuma a ser “a número um”! Mas aí a gente cresce…

O mundo não tem espaço para tantas belas princesas. A competição é grande. E aquela menininha, acostumada a ser a preferida, precisa aprender a ser mais uma na multidão! Quem sabe, aprenda a conquistar o próprio espaço…

Essa história se repete inúmeras vezes por aí. Quando adolescentes, as mimadinhas penam querendo aparecer com o corpo mais perfeito, o cabelo no corte mais moderno, usando o vocabulário da moda, as vestimentas da moda, ouvindo as músicas da moda. Princesas em série.

Na conquista, preferem o macho alfa, almejando continuarem a ser “a número um”! Acontece que só há uma número um...  Então a disputa torna-se mais acirrada. As gordinhas e aquelas que fogem ao padrão de beleza socialmente aceito costumam não ter a menor chance com esses…

E aí elas crescem mais. Amadurecem. Percebem que exitem vários jeitos de se tornarem “a número um” na vida de alguém! Quando chega o amor, e ele é correspondido, ser “a número um”, quer dizer ser a principal pessoa na vida do ser amado. E vice-e-versa.

Triste é quando alguém é seu “número um” e você, para ele, é reserva: “a número dois”. Alguém pode explicar esta submissão?

Ah, sim! É o mesmo amor… Este idiota.

sábado, 3 de dezembro de 2016

#ForçaChape

chapecoense3(Imagem: Reprodução)

Um dia triste. Absolutamente, radicalmente, triste.

Os corpos dos jogadores, comissão técnica e jornalistas foram trazidos de volta para casa. Definitivamente.

O Brasil inteiro, comovido, ainda custa a acreditar no absurdo da tragédia acontecida com o time da Chapecoense! Possivelmente, o mundo…

Nessas horas que a gente percebe como tudo é êfemero e que, de verdade mesmo, não temos nenhuma certeza de nada… A gente apenas acha, acredita, tem vontade… E faz por onde. Torce… Tem esperança. Mas se um irresponsável cruzar o nosso caminho… acabou! Acabamos.

É o fim.

Mas a Associação Chapecoense de Futebol ainda achou forças para agradecer o apoio que tem recebido!

Grande time! Há de se reerguer das cinzas.

#ForçaChape

Siga no Twitter: @ChapecoenseReal

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Amor pelo marido

Porque sexta-feira é dia de descansar e descontrair…

Pensando1(Foto: Reprodução)

“Enquanto isso, na delegacia:

Mulher: Meu marido sumiu!!!

Policial: Qual é a altura dele?

Mulher: Eu nunca perguntei qual era a altura dele…

Policial: Ele é magro, é saudável?

Mulher: Não é muito magro... acho que é saudável...

Policial: Qual a cor dos olhos dele?

Mulher: Marron claro ou meio verde... Eu nunca prestei muita atenção…

Policial: E a cor dos cabelos?

Mulher: A cor dos cabelos dele muda de acordo com o sol que ele pega…

Policial: O que ele estava usando?

Mulher: Terno,  ou talvez uma coisa mais casual, eu não vi quando ele saiu…

Policial: Havia alguém com ele?

Mulher: Sim, meu cachorro!... Um Labrador chamado Calvin, amarrado numa coleira dourada, altura 80 cm , saudável, lindos olhos caramelos,  pelo marrom quase preto, a unha do seu dedão esquerdo estava um pouquinho lascada, ele nunca late, estava usando também uma linda roupinha dourada com listras azuis, ele não gosta de comida vegetariana, a gente come junto, a gente corre junto, muitas vezes ficamos só alí, lado a lado, fazendo companhia um para o outro… e a mulher começou a chorar…

Policial: Ok. Vamos procurar pelo cachorro primeiro!!!”

hahaha1

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Bora passear sem sair do lugar?

simulador

Já pensou em fazer um emocionante passeio sem sair do lugar?

Com o Rilix Coaster, o novo simulador de realidade virtual, isso já é possível.

Ele irá nos transportar para outros universos, como uma vila cheia de dragões, uma viagem ao espaço ou uma casa para lá de assombrada. São mais de vinte cenários virtuais, mas o frio na barriga é MUITO real!

Crianças, a partir de 5 anos, e adultos podem participar dessa experiência incrível. De 01 de dezembro a 29 de fevereiro, a gente pode se divertir no simulador, lá no Shopping Praia da Costa. Uma ótima programação para as férias!

Horário: Segunda a sábado: 10h às 22h | Domingos: 11h às 22h

Onde: Piso L1, próximo da Arvore de Natal.

Valor: R$ 10,00 por simulação.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Chapecoense #luto#força#saudade

A classificação para  a final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, foi momento de pura alegria…

E partiram.

chapecoense2 (1)

Mas não chegaram…

"Quando um avião cai a gente cai junto. Um avião transporta mais do que vidas, transporta sonhos. É o pai que está indo reencontrar os filhos, é a mãe que está indo buscar o sustento de sua família, são pilotos que planejam estar em casa ao jantar e a aeromoça que leva na bagagem o perfume favorito do namorado.

Quando cai um avião a gente cai junto, pois quantos de nós viram os sonhos começar dentro de um avião. A viagem para a Europa, a assinatura de um contrato, o encontro com alguém que tanto sonhamos estar junto.

Aviões partem rumo a sonhos, e era isso que cabia também neste trágico voo que quase chegou a seu destino. Jogadores que representavam o sonho do menino que quer ser jogador, jogadores que representavam seus familiares, seus torcedores.

Quando um avião cai todos nós caímos juntos. Morrem sonhos, morrem encontros que não vão mais ocorrer, morrem saudades que não vão ser vencidas e pior, que apenas vão crescer e se tornam um buraco junto a quem nunca chegou.

Quando um avião cai a dor é compartilhada, pois todos nós somos torcedores, torcemos para quem amamos, torcemos para logo poder dar o abraço, torcemos, pois ninguém sonha sozinho. Hoje esse pequeno time de Santa Catarina tem a maior torcida do mundo, pois quando sonhos despencam do céu a solidariedade é a única camisa que todos vestem, pois essa é a única camisa que nesse momento nos conforta." (Felipe Sandrin)

Chapecoense1

Chapecoense

C horamos

H oje

A manhã

P ermaneceremos

E m

C onstante

O rações

E les

N unca

S erão

E squecidos

(Nossos sentimentos aos familiares e amigos dos atletas, comissão técnica, jornalistas, tripulação e demais passageiros desse vôo.)